Faculdade de Biologia Uberlândia, Minas Gerais

Faculdade de Biologia em Uberlândia. Encontre instituições de ensino desta área em sua região. Aproveite e leia nossos artigos com tutoriais, dicas e informações relevantes.

Centro de Formacao de Condutores Adriana Ltda
(34) 3238-9681
r Maximiliano Carneiro, 9, Luizote de Freitas
Uberlandia, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Auto Escola ABC Ltda
(34) 3232-7187
av Brasil, 1767
Uberlandia, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Centro de Formacao de Condutores Spafe Ltda
(34) 3223-2577
av Segismundo Pereira, 1549, Lj 3, Sta Mônica
Uberlandia, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Centro de Formacao de Condutores Academica Ltda
(34) 3236-2682
r Lourdes de Carvalho, 1576, Sta Mônica
Uberlandia, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Centro de Formacao de Condutores Mendes Ltda
(34) 3087-3217
av João Pinheiro, 1022, Centro
Uberlandia, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Centro de Formacao de Condutores Nacional Ltda Me
(34) 3223-8616
av Marcos de Freitas Costa, 475, Daniel Fonseca
Uberlandia, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Centro de Formacao de Condutores Astral Ltda
(34) 3235-2504
av João Pinheiro, 1722, Aparecida
Uberlandia, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Centro de Formacao de Condutores Borela Ltda
(34) 3210-5111
av Segismundo Pereira, 1511, Sta Mônica
Uberlandia, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Centro de Formacao de Condutores Abm Ltda-me
(34) 3232-7187
av Brasil, 1767, Aparecida
Uberlandia, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Auto Escola Alice Ltda
(34) 3234-8374
r Cruzeiro dos Peixotos, 432, Aparecida
Uberlandia, Minas Gerais

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Poríferos e Cnidários

1. Esponjas (Filo Porifera)

Os poríferos ou espongiários (esponjas) constituem-se nos animais menos evoluídos de todos. São multicelulares, mas suas células não formam tecidos bem definidos e muito menos se estruturam em órgãos. A sua constituição é muito simples. Por isso, muitos especialistas preferem distingui-lo dos outros grupos de animais, dividindo o reino Metazoa em dois sub-reinos: O Parazoa (onde se situam os poríferos) e o Eumetazoa (que engloba todos os demais filos).

Os poríferos (do latim porus, ‘poro’, ‘orifício’, e ferre, ‘que transporta’, ‘portador’) são todos de habitat aquático, predominantemente marinhos, vivendo presos às rochas ou outros substratos do fundo do mar ou dos rios. Têm o corpo perfurado por grande número de poros, por onde entra a água (poros inalantes ou óstios) e um único poro grande exalante (o ósculo), pelo qual sai a água de percorrer a cavidade central do corpo.

Os poríferos não possuem sistemas (digestivo, respiratório, nervoso e reprodutor). Eles realizam a digestão intracelular. A respiração e a excreção se fazem por difusão direta entre a água circulante e as sua células.

O corpo de uma esponja apresenta um revestimento esterno de células achatadas — a epiderme —, um revestimento interno com células flageladas e providas de gola ou colarinho, chamadas coanócitos, e uma camada intermediária na qual se encontram células móveis que se deslocam intensamente por meio de pseudópodos — os amebócitos. No mesênquima, pode-se encontrar uma espécie de arcabouço ou silicosas e uma rede de uma proteína específica chamada espongina. Assim, distinguem-se esponjas rígidas (calcárias e silicosas) e esponjas macias (esponjas córneas). Estas últimas, muito usadas no banho, não possuem espículas e a sustentação do corpo é feita tão-somente pela rede de espongina. No mesênquima, além dos amebócitos encontram-se as células formadoras das espículas e células geradoras dos gametas (mas não há "gônodas" propriamente).

A água ambiental penetra na esponja pelos poros inalantes, percorre os canais do corpo e alcança uma grande cavidade central — o átrio ou espongiocele. Os coanócitos revestem o átrio e, em muitos casos, pequenas câmaras que ficam no trajeto dos canais. O agitar dos flagelos dessas células provoca um fluxo de circulação da água, puxando-a de fora para dentro do corpo. Os coanócitos, além disso, retêm as partículas alimentares trazidas pela água e as digerem em vacúolos digestivos. O alimento, total ou parcialmente digerido, é então entregue aos amebócitos do mesênquima, a fim de estes concluam a digestão ou simplesmente o distribuam para todas as outras células. O oxigênio é retido por difusão direta pelas células, da mesma forma como são expelidos os excretas. Estes últimos vão ao exterior arrastados pela água que sai pelo ósculo.

Os poríferos se dividem em três tipos: Áscon (do grego, ‘saco’, ‘odre’), Sícon (do grego sykon, ‘figo’) e Lêucon (do grego leukos, ‘branco’).

1.1....

Clique aqui para ler este artigo em Vestibular Seriado